Skip to content

Dores nas costas durante a gravidez: o que você precisa saber

 

 

Juntamente com náusea, fadiga e pés inchados, a maioria das mulheres experimenta dores nas costas em alguns monentos durante a gravidez. Dor nas costas relacionada à gravidez geralmente afeta a região lombar.

De acordo com uma revisão que analisou a queixa, a dor lombar afeta mais de dois terços das mulheres durante a gravidez. A dor também pode surgir perto do centro das costas ou cóccix, o que médicos chamam de dor pélvica posterior.

Muitos fatores, incluindo alterações hormonais e posturais, contribuem para a dor nas costas durante a gravidez. As causas variam entre as mulheres e podem depender do estágio da gravidez.

Causas no primeiro trimestre

Fatores que podem levar a dor nas costas durante o primeiro trimestre incluem alterações hormonais e estresse:

Alterações hormonais

Durante o primeiro trimestre, os níveis de progesterona no corpo aumentam rapidamente. Altos níveis desse hormônio ajudam a relaxar os músculos e ligamentos próximos à pélvis, o que pode afetar a estabilidade e o alinhamento das articulações.

Outro hormônio, que os médicos chamam de relaxina e que ajuda o óvulo a implantar na parede do útero, também previne as contrações durante os primeiros estágios da gravidez. À medida que o trabalho de parto se aproxima, a relaxina estimula o colo do útero a amolecer e se abrir em preparação para o parto.

Além disso, relaxina relaxa os ligamentos e articulações na região pélvica para que o canal do parto possa se expandir durante o parto.

Finalmente, a relaxina afeta os ligamentos que estabilizam a coluna, o que pode causar instabilidade, deslocamento postural e dor lombar.

Estresse

Embora muitos considerem a gravidez um evento excitante e cheio de mudanças, ela também introduz novas fontes de estresse, que afeta mais do que o humor ou o estado psicológico de uma pessoa. Pode causar sintomas físicos, como fadiga, dores de cabeça, rigidez e dores musculares.

 

Causas no segundo e terceiro trimestres

Durante o segundo e terceiro trimestres, o útero continua se expandindo à medida que o feto cresce rapidamente. Alterações posturais, ganho de peso e separação muscular contribuem para a dor nas costas nos últimos estágios da gravidez:

Inclinando-se para trás

O centro de gravidade de uma mulher se desloca para a frente do corpo enquanto o bebê cresce em peso. Algumas mulheres podem se inclinar para recuperar o equilíbrio. Inclinar-se para trás coloca pressão extra sobre os músculos das costas, o que pode levar a dores na região e rigidez muscular.

 

Ganho de peso

O peso que uma pessoa ganha durante a gravidez pode contribuir para a dor lombar e nas articulações. Isso também pode afetar a saúde geral dela e do bebê.

A recomendação é que as mulheres gestantes de um único feto ganhem a seguinte quantidade de peso, de acordo com seu peso pré-gestacional:

12kg a 18 kg se estiver abaixo do peso
11kg a 15 kg se um peso saudável
6.8kg a 11kg se excesso de peso
5kg a 9 kg se obesa

Separação muscular

O abdômen consiste em duas bandas paralelas de músculos que se conectam no meio. Esses músculos ajudam a estabilizar a coluna e a apoiar as costas.

Durante a gravidez, o feto em crescimento empurra os músculos abdominais, fazendo com que eles se estiquem e, em alguns casos, se separem. Essa pressão pode resultar em uma condição chamada diástase abdominal.

Durante o segundo e terceiro trimestres, algumas mulheres podem desenvolver uma protuberância ou saliência no estômago. Esse é um sinal de que os músculos abdominais estão se separando para dar espaço ao útero em crescimento.

À medida que os músculos abdominais se esticam, eles se tornam mais fracos. Isso pode aumentar o risco de uma mulher ferir as costas ou desenvolver dor lombar ou pélvica.

Às vezes, pode parecer que a dor nas costas é inevitável durante a gravidez. No entanto, existem maneiras de aliviá-la durante e após a gestação.

Formas de aliviar dores nas costas durante a gravidez incluem:

=alongamento regular da parte inferior das costas
=dormir de lado com um travesseiro entre as pernas e abaixo do abdômen
=usar uma compressa quente para relaxar os músculos tensos ou reduzir a inflamação
=fazer alterações posturais, como ficar em pé e sentada, de modo que as costas e os ombros fiquem retos
=vestir cinto de maternidade para apoio extra-abdominal e costas
=usar um travesseiro lombar para apoio adicional nas costas enquanto está sentada
=receber massagens pré-natal para relaxar os músculos tensos, melhorar a amplitude de movimento e aliviar o estresse
=fazer tratamentos alternativos, como acupuntura e quiropraxia, com um profissional especializado em gravidez.
=reduzir o estresse por meio de meditação, yoga pré-natal e outras técnicas de mindfulness
=dormir o suficiente

 

Dicas para prevenir e evitar a dor

Existem várias formas eficazes de evitar dores nas costas durante a gravidez, incluindo:

=fortalecimento dos músculos das costas com exercícios favoráveis à gravidez
=manter um peso saudável durante toda a gestação
=fazer exercícios suaves regularmente, com aprovação de um médico
=usar calçado de salto baixo ou plano com suportes de arco
= evitar ficar em pé por longos períodos
=evitat levantar muito peso
=praticar técnicas de elevação adequadas, agachando-se e usando as pernas em vez das costas
=praticar a boa postura

Quando procurar ajuda médica sem demora

As mulheres que têm dores nas costas durante a gravidez devem contatar o obstetra ou outros profissionais de saúde se tiverem os seguintes sintomas:

=dor forte
=dor que dura mais de 2 semanas
=cãibras que ocorrem em intervalos regulares e gradualmente intensificam
=dificuldade ou dor ao urinar
=sensação de formigueiro nos membros
=sangramento vaginal
=corrimento vaginal irregular
=febre

 

A dor ciática ocorre como resultado de uma lesão ou irritação no nervo ciático. Esse tipo de dor durante a gravidez surge quando o feto em crescimento coloca pressão sobre o nervo ciático.

Um sintoma da ciática é a dor lombar que irradia pelas nádegas e pela perna. As mulheres que sofrem de dor nas costas grave, que persiste por mais de duas semanas, devem discutir as opções de tratamento com o médico.

As mulheres grávidas devem falar com o médico antes de iniciar novos medicamentos, suplementos ou tratamentos naturopatas.

Alongamento da coluna lombar

“A região lombar fica muito vulnerável durante a gravidez. O aumento progressivo do abdômen acentua a lordose lombar, podendo até vir a comprimir o nervo ciático, o que, se ocorrer, poderá causar muitas dores. Por isso, os exercícios de alongamento para esta região são importantíssimos, e devem fazer parte da rotina das gestantes”, afirma Dr. Arnaldo Cambiaghi em seu livro Grávida Feliz.

 

Confira aqui alguns exercícios https://gravidafeliz.com.br/alongamento_da_coluna_lombar.html

 

Fonte: MedicalNewsToday

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *